Blog SW19

Adidas revista em alta depois de aumento de 156% na China

A Adidas divulgou os lucros do primeiro trimestre na sexta-feira, relatando lucro líquido de US $ 605 milhões, com as receitas a crescer  27% nos primeiros três meses do ano.

A empresa alemã cresceu em todos os segmentos de mercado:

  • As vendas de calçado aumentaram 31%.
  • As vendas na China cresceram 156%.
  • Reabriu 89% das suas lojas em todo o mundo, depois do fecho relacionado com pandemia.
  • As vendas do e-commerce aumentaram 43%, contra 35% no trimestre homólogo do ano passado.

No segundo trimestre, a empresa "prevê uma aceleração significativa das receitas", esperando um aumento de vendas na ordem dos 50%, alimentadas por "uma série de lançamentos de produtos inovadores".

Na China, a adidas e outros comerciantes internacionais enfrentaram boicotes depois de se posicionarem contra maus tratos aos trabalhadores muçulmanos na região de Xinjiang.

A Adidas declarou que tem uma “abordagem de tolerância zero” para a escravidão e o tráfico de pessoas. A empresa observou que “nunca fabricou produtos em Xinjiang”.

“Ainda estamos muito confiantes de que continuaremos a construir nossa posição na China, que é o maior mercado para nós”, disse o CEO Kasper Rorsted à CNBC.
Economics Apparel
Made on
Tilda